BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Portugueses cada vez mais "alternativos"


Queridos Amigos,

Regressada do descanso e com (alguma) leitura em dia, partilho convosco um recorte de revista, VIP de Agosto, dedicado à área da saúde e intitulada: "Portugueses cada vez mais "alternativos". Que alegria!!! O texto é de Luís Henriques Antunes. Parabéns!
"Nos últimos anos, conceitos como medicinas alternativas ou terapias complementares entraram no léxico da população. Todavia, poucos são os que sabem exactamente o que significam. A medicina convencional, diga-se, ainda leva larga vantagem em épocas de aperto, ou melhor, de falta de saúde. (...) tem-se verificado que na última década a procura de medicinas não convencionais por parte dos cidadãos tem-se intensificado. Isto, apesar de o respeito e reconhecimento concedidos a estas terapêuticas ainda serem limitados pelo facto de haver pouca clarificação, não só nos procedimentos, mas também na acreditação dos profissionais que as praticam; o Estado português tomou medidas e avançou mesmocom a lei nº45/2003, que veio acreditar os profissionais, criando legislação que enquadrasse as medicinas alternativas. (...) A Organização Mundial de Saúde reconheceu as medicinas alternativas como "as medicinas que abrangem todas as terapias que não são utilizadas pela medicina convencional". Em Portugal, a procura de terapias naturais intensificou-se nos últimos dez anos. Rui Gonçalves, professor de holística e de naturopatia esclarece (...) "No processo 'sanador' pretende-se que a energia universal, através das medicinas todas, trate o Homem como um todo. Perante o enfermo, a nossa atitude é a de perceber que está ali uma pessoa doente e não um estômago ou uma perna. Por isso, o tratamento é integral, dirigido a todos os aspectos e não apenas ao físico. A enfermidade é percebida como um estado de desarmonia entre o Homem e a natureza e a cura efectiva só é possível quando ocorre a 'reconciliação'. A primeira coisa a fazer é ajudar o enfermo a reformular o tipo de vida que o conduziu à enfermidade. (...) O Homem se não é feliz não pode ser saudável. A medicina convencional segue o modelo cartesiano, tratando o ser humano como uma máquina, à qual se adicionam ou removem peças e se alteram fluídos artificialmente. Isto funcionaria bem se os seres vivosnão pensassem e não tivessem emoções, dificuldades e todas as barreiras que a sociedade cria. O terapeuta holístico coloca os seus doentes na lista de amigos. E considera esta atitude, por si só, como uma forma de terapia." (...)
Conheci uma mãe, de gêmeos, em que um dos filhos nasceu com paralisia cerebral. Os médicos mandaram-no para casa... para... morrer!!! A mãe não aceitou tal situação. Colocou-o num colégio, apoio-o, dedicou-se, e hoje a criança é desenvolta, com fraca capacidade motora sim mas, segundo ela, "mais inteligente que o outro irmão"... e, embora não sendo fácil, o filho vai vivendo e tendo alguma qualidade de vida. Também o autor de Dicas para superar a crise, Barrie Pearson, nasceu no seio de uma família humilde, com paralisia cerebral e dificuldade motora, com diagnóstico de deficiente e prazo de validade num colégio para estes doentes crónicos mas... a inteligência dele e a forte capacidade para a economia e finanças, tornou-o um dos melhores e mais bem sucedidos empresários ingleses!!!
Não dá que pensar???
Abraço de Luz, Amor & Alegria ***

0 comentários: